Feminismo online! Tumblr debate a essência da mulher e discute ideais para lutar contra sociedade machista

Laysa Moretti e Cris Fernandes - Foto: Arquivo Pessoal

As responsáveis pelo tumblr: Mariana Bernardes, Laysa Moretti e Cris Fernandes – Foto: Arquivo Pessoal

Com um discurso claro, o trio Laysa Moretti, Cris Fernandes e Mariana Bernardes, convida todas as mulheres do Brasil para discutir ideias que defendam a essência feminina e o entendimento do próprio corpo na internet através do tumblr Bucepower Gang.

“Utilizamos o corpo como forma de protesto artístico, social, sexual e aos padrões estéticos impostos pela cultura machista. Mais do que uma gangue, nós somos a união de todas por uma, e aqui aprendemos a nos amar, ficamos mais fortes e aprendemos umas com as outras”, diz um texto na página inicial.

Em outras palavras, é um espaço para as mulheres contarem seus problemas, trocarem ideias e experiências, mostrarem seus corpos como forma de protesto, arte ou como bem desejarem, e debaterem sobre o que bem entenderem.

No tumblr, mulheres discutem o uso do corpo como forma de protesto artístico e social - Foto: Tumblr/ Bucepower Gang

No tumblr, mulheres discutem o uso do corpo como forma de protesto artístico e social – Foto: Tumblr/ Bucepower Gang

O projeto começou em fevereiro deste ano, e vem ganhando força. Está se tornando um aliado importante na militância feminista online.

Para entender melhor a ideia, conversamos com as líderes dessa gangue, e elas nos contaram coisas bem interessantes.

Começamos a usar fotos dos nossos corpos como forma de protesto social e sexual para lutar contra os padrões de beleza impostos pela sociedade

Cenapop: Por que vocês criaram o tumblr? Qual a mensagem vocês querem passar?

Bucepower Gang: O tumblr começou sem muita pretensão. Reunimos um grupo para de debater assuntos que cercam o feminismo e o corpo da mulher, para um papo calcinha onde os meninos não são bem-vindos. Começamos a usar fotos dos nossos corpos como forma de protesto social e sexual para lutar contra os padrões de beleza impostos pela sociedade.

A página acabou atraindo a atenção de muita gente, tem cada vez mais mulheres querendo participar. A ideia principal sempre foi conscientizar e explicar que podemos amar nosso corpo e nossa sexualidade. A troca de experiências é sempre muito enriquecedora.

"É tão legal quanto vazar nudes?", questiona uma das participantes do Bucepower Gang - Foto: Tumblr/ Bucepower Gang

“É tão legal quanto vazar nudes?”, questiona uma das participantes do Bucepower Gang – Foto: Tumblr/ Bucepower Gang

Cenapop: O tumblr agora é visitado por meninas e também meninos, muitos meninos. Isso incomoda vocês? Vocês acham que as pessoas entendem a mensagem de vocês?

BG: É verdade. A maioria ativa é feminina. Não incomoda ter acessos masculinos. O foco é debater sempre a mulher, mas nossa mensagem é para eles também. Queremos que todos tenham consciência.

O importante é respeitar nossa forma de protesto e arte. A iniciativa [de criar o tumblr] rendeu um ótimo retorno até agora.

Queremos que as mulheres entendam que são lindas, que não precisam se matar na academia ou usar maquiagem carregada para serem femininas.

Cenapop: Mostrar o corpo como forma de arte, sem maquiar as imperfeições… O que vocês fazem é corajoso. Dá para perceber que não é sacanagem. Sobre esse “padrão de beleza imposto”, o que mais incomoda?

BG: O padrão mesmo. Porque todo mundo tem que ser igual? Porque a mulher que gosta de curtir a noite não é para casar? Porque a mulher gorda só serve para o sexo? Porque a mulher negra está sempre sozinha? Porque condenar tanto o fato de uma mulher se relacionar com outra? Quem espalhou isso primeiro e quem está levando adiante? Tudo isso incomoda demais, e nós tentamos descobrir a fonte para desconstruir essas ideias.

Cabe a nós fazer muito barulho para que outras mulheres despertem e entendam que são lindas, que não precisam se matar na academia ou usar maquiagem carregada para serem femininas.

Porque todo mundo tem que ser igual? Porque condenar tanto o fato de uma mulher se relacionar com outra?, questiona o grupo - Foto: Tumblr/ Bucepower Gang

Porque todo mundo tem que ser igual? Porque condenar tanto o fato de uma mulher se relacionar com outra?, questiona o grupo – Foto: Tumblr/ Bucepower Gang

Cenapop: Agora vocês tocaram num ponto importante: a liberdade. Vocês acham que o tumblr é uma válvula de escape para as mulheres que se sentem sufocadas com essa realidade? Qual o assunto mais pertinente, mais comum, nessas conversas?

BG: Sim, com certeza. Nós comentamos até que é uma terapia, são selfies terapêuticos. Ajuda até a conhecer o próprio corpo e deixam as mulheres mais fortes no sentido de serem donas de si mesmas, de decidirem como expõe seu corpo.

Rola todo tipo de assunto por lá, mas os mais comuns são ‘depoimentos de coisas que aconteceram’, ‘ideias legais de ações nas ruas’ e o ‘papel da mulher na sociedade’. Cada uma tem a liberdade de postar o texto/link/vídeo que quiser e abrir um debate.

Membro do Bucepower Gang usa o corpo como forma de protesto - Foto: Tumblr/ Bucepower Gang

Membro do Bucepower Gang usa o corpo como forma de protesto – Foto: Tumblr/ Bucepower Gang

Cenapop: Acaba sendo uma terapia então… O que vocês acham das mulheres que usam o corpo para se promover? Isso é liberdade também, né?

BG: Sim, é. Isso nem deve ser questionado, a mulher faz o que quiser com o corpo. Se for de livre e espontânea vontade, vale tudo. Essa é a causa pode ser por protesto, para se promover, para se conhecer, para ganhar dinheiro… O corpo é nosso, nossas regras!

Cenapop: Então esse esforço de vocês é para fazer as mulheres entenderem isso, certo? A valorizarem a si mesmas e terem liberdade para fazer o que quiserem.

BG: Exatamente, para ajudar a libertar. Para fazer as pessoas entenderem que não precisam de um padrão, que podem fazer o que têm vontade. Para ajudar a ter mais segurança com seu corpo, fazê-las enxergar além e entenderem que são uma obra prima, que podem seguir suas próprias ideias e regras.

Cenapop: O tumblr de vocês é um lugar onde as mulheres se sentem seguras para mostrar seus corpos, suas imperfeições, e resolver suas inseguranças, não é? Como é que faz para participar?

BG: Sem dúvida. O tumblr é um reflexo do grupo, nós só postamos fotos de quem já é membro, e combina com nosso modo de pensar, nossa dialética, para ajudar nessa construção de ideias. Para participar, é só mandar um e-mail se apresentando e com o link do perfil no Facebook. A gente faz um encontro virtual por lá e depois uma moderadora entra em contato.

Interessada em participar? O e-mail para entrar em contato com elas é o info.bucepowergang@gmail.com.

  • Acompanho o grupo em questão e observo as postagens e assuntos colocados em pauta. Vocês estão absurdamente fora de contexto, manifestando um feminismo elitista, sem a menor preocupação de valorizar a mulher e sim destacar o óbvio, a buceta, a opulência, a submissão. Destaque para as drogas, que consumidas em quantidade e destacadas como “diferencial”, parecem querer mascarar na verdade uma absoluta falta de conteúdo ou conhecimento do que buscam. Infelizmente no caso de vocês se aplica a máxima de Nelson Rodrigues; “Toda feminista burra anseia na verdade por uma bela curra.” Por favor revejam seus objetivos como um todo, ou melhor dizendo, sejam originais. E não argumentem que exposição em demasia seja novidade nos tempos atuais.

  • o que vai ter de guria por aí postando foto de calcinha falando que é pra combater o machismo… rs